sexta-feira, novembro 27, 2009

Comida Típica Israelense

Quais são as comidas típicas de Israel?


Esta pergunta envolve uma enorme gama de respostas complexas que por vezes podem vir a agredir povos e culturas.

Por exemplo: a maior religião monoteísta do Oriente Médio se chama Humus. Quase todo país da região se considera pátria "mãe" do Humus e todo povo acha que seu Humus é bem melhor que o Humus dos outros.

É a ponto de altíssimas porradas.

Um caso exemplar é o do Líbano inventando de criar o maior prato de Humus do mundo. Um feito que só pode ser comparado com o de Neil Armstrong fincando a bandeira americana na Lua para confirmar que aquilo, em nome dos americanos, pertence a toda a humanidade. O Líbano, com suas toneladas do prato afirmam: O Humus é nosso - e ninguém tasca!

Nem em Israel é questão clara. Onde está o melhor Humus? Yaffo? Abu-Gosh? Jerusalém? Cada um tem seu Humus preferido e se você inventar de discutir que aquele seu é melhor, vai acabar levando uma pratada na cara.

Israel obviamente não poderia ter algo a ser chamado de "comida típica". Tem uma história de imigração de pouco mais de 150 anos, em uma terra que já foi controlada por diversos governos e povos, por onde já passou uma quantidade não desprezível de povos que ficaram aqui por tempos variáveis. Os que aqui agora estão trouxeram cada um o seu prato. Palestino, Druso, Buhari, Iraniano, Iraquiano, Marroquino, Tunísio, Egípcio, Liberiano, Polonês, Lituano, Russo, Ucraniano e depois ainda Argentino, mais Russo, Brasileiro, Americano, Francês e finalmente Filipino e Chinês.

Questão de Semântica;



Um israelense médio, de inteligência média, de conhecimento de mundo médio e de opiniões médias vai afirmar, sem pensar demais, que comidas típicas israelenses são:







Bourekas







Café Turco













Tshunt ou Hamin








Humus








Salada Picadinha








Shawarma





Nenhuma dessas criadas em Israel propriamente dito. Nenhuma consumida especificamente apenas em Israel, e comudas abundantes pelo mundo inteiro. O que me leva a uma pergunta mais interessante:

O que é comida típica?




  • Seria uma comida cuja origem é a do país/região?

  • Seria uma comida cujo consumo se dá caracteristicamente naquele país/região, mas não em outros?

  • Ou seria uma comida que simplesmente não existe em outro lugar do mundo?


Fico me divertindo cá a pensar num restaurante de comida típica brasileira aqui em Israel ou outro lugar do mundo. Teria que incluir no mesmo menu Tutu à mineira, churrasco, vatapá e coxinha. O Brasil é vasto demais para ter um único tipo de cozinha realmente típica. Israel é vasta demais culturalmente para o mesmo.

Mas não deixarei meus leitores na mão e vou tentar responder à pergunta de "Quais são as comidas típicas israelenses" baseado nos três critérios que suspeito serem bastante úteis:

Bamba;




Porcarídeo de milho e manteiga de amendoim. Inventado em 1964, tem mais de 25% do mercado interno em Israel. Tem cara de cheetoos, mas tem gosto de... bem, amendoim. Parece estranho para um brasileiro, porque vem em uma forma, cor e embalagem que nós vemos associados com salgadinhos, mas Bamba é doce. No entanto após o segundo ou terceiro pacote é absolutamente viciante.

Bamba é a terceira palavra que nenéns israelenses aprendem a falar (às vezes segunda, ou primeira). Já vi pais conversando na frente dos filhos e dizendo "The B. Word" para evitar a catástrofe de terem seus nenéns gritando que querem um pacote.

Shkedei Marak;





São uns micro biscoitinhos amarelos, salgadinhos, com um leve gostinho de caldo de galinha que fazem a alegria de qualquer inverno.

Assim como para mim wasabi é o verdadeiro motivo para se comer sushi, Shkedei Marak é o verdadeiro motivo para se comer sopa.

Eles são despejados no prato e consumidos junto com a sopa. E rápido, para não encharcarem. O truque é colocar bastante, comer tudo que está ali boiando, e daí colocar mais.

Tem quem coma puro. Mas daí são os hardcores.

Café Instantâneo Elite;





Uma das coisas mais perturbadoras que vi quando cheguei em Israel foi esse café. Tem cara de areia. Tem gosto de areia e só não tem consistência de areia porque é solúvel. Logo depois descobri um fato ainda mais perturbador: israelenses *adoram* esse café.

Café instantâneo à moda israelense;



Assim: em um copo de papel, coloque uma ou duas colheradas de açúcar. Daí despeje uma colher cheia do café solúvel de sua preferência (a preferência israelense é o café Elite, aí de cima). Encha com 1/3 de água quente. Acrescente leite frio a gosto.

"Mukpatz";



"Mukpatz" é a palavra israelense para "saltado", ou "salteado", ou nesse caso, frito numa Wok. É um nome-código para comida chinesa falsificada. É um monte de verdura de proveniência duvidosa, molho de soja de proveniência duvidosa e uns pedaços de frango de proveniência duvidosa. Frita tudo e diz que é comida chinesa. O cliente ainda é brindado com a opção de colocar tudo dentro de uma baguette e sair comendo. Como come-se disso muito por aqui, como nunca vi disso em outro lugar do mundo, e como imagino que tenha sido inventado aqui mesmo, vale como sendo comida típica.

Sugestões de outros? Aceito nos comentários!

12 comentários:

pait disse...

Café "lama" não entraria na lista? Jogar o pó de café na água quente e beber após a lama assentar?

Bernadete Farhat disse...

Legal Gabriel,

Acho muito engraçado esse negócio de comida típica. Depois de definido como comida típica, um prato passa para a segunda fase que é "a verdadeira maneira de se preparar tal comida típica". Sempre existe um especialista mais especial que os outros.

Anônimo disse...

Comida tipica seria uma telavivit de 30+, no inverno ou no verao.

bethania disse...

eu incluiria o milky nessa lista....

Elke Aronson disse...

E aqueles biscoitinhos que você fura de um lado, mergulha no café estranho pra fazer de canudinho, suga o café, derrete o chocolate e enfia tudo na boca de uma vez???? Adooooooro!!!!! Aliás, FOI VOCÊ que me ensinou que isso era uma coisa tão típica quanto Bamba, sugar! Kol Akavod, como sempre. Adorei o post. Beijos.

Edgard(edie) disse...

Otimo post Gabriel, adorei!
Interessante que os "chefs" israelenses sao de fato os chineses da gastronomia.Imitam tudo que os outros fazem com uma qualidade de arrepiar, e se voce for dar uma sugestao para eles, te olham de cima para baixo com aquele ar de arrogancia tipica dos imbecis, se perguntando como alguem ousa querer lhes ensinar algo.

Mas o que em Israel todos os "chefs" sao unanimes, eh que o cafe da manha servido por aqui eh o MELHOR E MAIS FARTO DO MUNDO!!!

Gabriel Toueg disse...

Tem os ptitim, que dizem que é a única coisa verdadeiramente israelense. Hoje, depois de preparar os ptitim pela primeira vez na vida (mas depois de comer pela milésima vez - minha namorada é mestre em ptitim!), resolvi ler a história e descobri que eles foram criados em um período de escassez pedido do então primeiro-ministro Ben Gurion a um dos donos da Ossem, ficando assim conhecidos popularmente como "o arroz do Ben Gurion". Tem mais no http://en.wikipedia.org/wiki/Ptitim!

Enfim, seja qual for a comida típica israelense, a terceira edição do almoço/ jantar/ comida da tchurma tem que sair, logo. E tem outras ideias que também precisam sair. Conversemos!

Feliz ano novo!

MARIA EDUARDA disse...

Oi eu gostaria que vc me mandasse a receita do Bourekas
Pq eu vou numa festa e o tema é Israel e eu tenho que levar um prato tipico do pais!
BJS , GOSTEI MUITO DESSE BLOG!

Anônimo disse...

DHDDCDVCWDGCVSDHDJGDKBSBBDKHDCMSB JDHWHGEJJWEUHGWLQMHGBUNBDMC DJDVDJR BSWDEWDKR

David disse...

Alimentos israelense é muito rico! É picante, mas delicioso. Mas eu acho que cada refeição deve ser acompanhada por um bom vinho. Eu compro vinho em grand cru e cozinhe algo delicioso na minha casa.

vania abade disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk o mais interessante em tudo isso é o seu extremo senso de humor..kkkkkk..parabéns!

Anônimo disse...

KKKKKKK estou de acordo, comida típica Esraelense não existe!